Pôncio Pilatos

Romano. Governador da Judéia, na época em que Jesus é crucificado. Homem firme. Para manter a ordem, é capaz de ordenar massacres. Despreza os judeus e odeia viver em Jerusalém. Perde a paciência com facilidade. Sua fúria é contida apenas pela esposa Claudia, a quem admira, ama e respeita. Preocupa-se com a filha, Helena, que nutre simpatia pelos judeus, ao ponto de viver um amor proibido com o apóstolo Judas Tadeu. Tenta salvar Jesus da crucificação, por influência de Claudia, mas falha no intento.